Porque acreditamos e criamos uma comunicação sustentável?

Agora somos associados Aberje
11 de abril de 2019
O ambiente corporativo, o blockchain e o futuro dos negócios.
24 de maio de 2019

proposito

Quem nos acompanha por aqui sabe que atuamos bastante com projetos, campanhas e clientes que estão envolvidos ou que priorizam a sustentabilidade em seus diversos aspectos (Acesse nossos propósitos). Esse caminho que estamos trilhando traduz a coerência entre nossas ações e nossos valores. E é justamente esse tipo de coerência que produz uma comunicação eficiente e de qualidade. Não se pode comunicar o que não se faz nem transmitir meias verdades, é preciso ser honesto e transparente para criar conexão com seu público e conquistar sua confiança.

Também é muito importante que a coerência exista entre o conteúdo e a forma. Isso quer dizer que não basta comunicar sobre sustentabilidade, é preciso que a comunicação seja sustentável. Assim, buscamos estar alinhados a duas tendências que vem ganhando espaço pela eficiência, mas que, ao mesmo tempo, tornam nossa comunicação mais sustentável.

O uso dos meios digitais como plataforma comunicacional tem se ampliado pela sua intensa presença na vida das pessoas e facilidade de acesso, mas também nos chama atenção a substituição dos meios materiais, que consomem grandes quantidades de recursos naturais e geram resíduos.

Outra tendência é a tradicional comunicação face a face. Esta sempre teve sua importância nas estratégias de comunicação, mas em um mundo que, por vezes, as relações se tornam impessoais e mecânicas é preciso voltar a olhar mais nos olhos uns dos outros e usufruir das possibilidades de linguagem e envolvimento que esse meio permite. É de frente para o outro que se poderá melhor despertar empatia, observar suas dúvidas para esclarecê-las e transmitir informações que gerem credibilidade. É quando se despende tempo e energia para dialogar que seu interlocutor se sentirá parte do processo de forma a se engajar e produzir comunicação. Afinal o ato de comunicar não é uma transmissão unilateral, mas uma rede que devemos desencadear de forma clara, honesta, objetiva e, portanto, sustentável.

Uma comunicação sustentável não é sobre falar em sustentabilidade, mas sim, pensar em como fazer seus processos e valores se sustentarem ao longo do tempo, levando em conta o bem-estar de seus colaboradores, o impacto no meio ambiente, a estratégia do negócio, a eficiência do trabalho e financeira e as relações com seus parceiros e com seu entorno.
Conheça um pouco do caminho que estamos trilhando e venha compartilhar conosco seus desafios.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *