Comunicação para a sustentabilidade

aiehgiuah
Da esquerda para direita: Rafael Melo, Douglas Vaz, Aleta Nunes, Bruno Castilho

A Xyza já trilhou um bom caminho entrelaçando comunicação e sustentabilidade. Seguindo nossos valores em criar a realidade que acreditamos, nos engajamos com propostas e empresas que têm potencial de criar diálogos entre o mercado e a construção de um entorno melhor e mais salutar para todos. Agora, nos desafiamos também, a seguir essa trilha com um novo projeto aqui no sul de Minas. Para isso, é necessário conhecer os atores locais, criar conexões e saber o que já está sendo feito. Em visita ao Laboratório Nacional de Astrofísica (LNA), fomos muito bem recebidos e nos inspiramos com diversas iniciativas da instituição, que gostaríamos de compartilhar com você.

Muita gente conhece o LNA por meio do projeto Portas Abertas no Observatório Pico dos Dias (OPD), em Brazópolis. Uma vez por ano, o LNA que é referência em pesquisa na área de astrofísica, recebe pessoas de toda a região para apreciar o céu noturno e as estrelas vistas através de telescópios e câmeras. Mas você já se perguntou por que em alguns lugares, principalmente afastados das cidades e grandes centros, o céu está sempre recheado com milhares de estrelas e em outros quase nada se vê? A resposta para essa pergunta pode ser a poluição luminosa, que além de esconder a beleza do céu noturno, gera um enorme desperdício de energia com fontes luminosas mal utilizadas e ainda prejudica animais como pássaros, tartarugas em regiões litorâneas, entre outras espécies. Por isso o LNA se coloca a disposição para dialogar com o setor público do nosso entorno na tentativa de orientar sobre um planejamento de iluminação pública que seja mais eficaz, não prejudique a fauna local e economize energia.

Essa e diversas outras iniciativas de sustentabilidade do LNA foram novidades que tivemos oportunidade de conhecer em visita à sua sede. Esse centro nos mostrou que, também, tem muito a nos ensinar sobre sustentabilidade e o melhor é que ela mora ao nosso lado, aqui mesmo entre Itajubá e Brazópolis.

Entre as ações desenvolvidas pela instituição, podemos citar algumas:
– A separação de material reciclável, incluindo a coleta dos resíduos recicláveis domésticos dos funcionários que são coletados por cooperativas locais, além da destinação adequada de resíduos eletroeletrônicos.
– As compras de alimento são direcionadas para associações de orgânicos de Brazópolis incentivando assim a produção local.
– A substituição da gestão de processos internos com documentos impressos por um sistema digital que evita o uso de papel.
– Em função da biodiversidade presente no Observatório do Pico dos Dias (OPD), representada por mais de 20 mil espécies de plantas e mais de 2 mil espécies de vertebrados, estudos sobre a fauna e a flora estão sendo conduzidos na área em parceria com instituições de ensino.
– As nascentes de água do observatório já foram mapeadas e se beneficiaram com planos de preservação e com a realização de outorga.
– A instituição também é parceira de projetos de reflorestamento.
– Grande parte da energia elétrica utilizada atualmente é proveniente de painéis fotovoltaicos, ou seja, de geração por energia solar.

Além de enriquecer nosso repertório de ações de sustentabilidade no Sul de Minas, conhecer essas iniciativas oferece exemplos a serem seguidos e fortalece a rede de quem está buscando consolidar suas próprias ações e buscar companhia nessa jornada. Se você também realiza iniciativas nesse sentido compartilhe com a gente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *